Conhecendo Botucatu com uma dieta saudável

09:38:00


Todo feriado de carnaval tento fugir da bagunça do RJ e me esconder em algum lugar bem calmo e tranquilo...

Normalmente eu ia sempre para um sítio em Juiz de Fora - MG ou pra casa da minha vó em Belo Horizonte - MG. Enfim, eu fazia o caminho inverso: A minerada vindo pra praia e eu fugindo da praia, indo pro mato ;)

Neste eu vim pra casa de uns amigos em Botucatu - SP. 

Cidadezinha não tão pequena (para o meu gosto mais que 100 mil habitantes já é muito grande) mas tem um lugar muito especial onde este pessoal mora.

Aqui tem uma fazenda chamada Demétria, praticamente um bairro, pois ela é dividida em diversos condomínios e dentro desta fazenda existe uma escola Waldorf a Aitiara, onde a filha deles estuda. A pedagogia Waldorf é muito interessante, o contato com a natureza e a ligação com as artes dela é bem legal mesmo.

Aqui o povo praticamente só come comida orgânica, tanto produzida na fazenda, quanto comprada em Botucatu (Tem um Pão de Açúcar [Mercado] lá bem completo neste sentido).

Quanto a minha odisseia pra chegar até aqui: De Saquarema pro Rio de Janeiro eu fui na base de nuts (castanha do pará) e água. Na rodoviária do Rio eu comi no Girafas, e acredite, tem ótimos pratos Low Carb por lá. Escolhemos viajar de madrugada, então do RJ pra sampa eu fui dormindo mesmo. E só quando cheguei no terminal que dei mais uma boa beliscadas nas nuts pra segurar o desespero. Comi uns pães de queijo também e depois pegamos o busão pra Botucatu. 

Na parada que teve eu tive que detonar um quibe, que apesar de ter trigo, não é refinado, e para mim que estou no peso, quando não tem outra opção, dá pra encarar também.

Chegando em casa já pude saborear um ótimo macarrão de arroz com um molho especial, banhado de azeite e gersal. Além de uma saladinha orgânica deliciosa.

O que quero mostrar nesta postagem, principalmente para quem já está no peso ideal, e só quer manter o peso se alimentando de uma forma saudável, que você pode viajar comendo o mínimo de porcarias possíveis.

O importante é você ter uma noção sempre do que é péssimo, muito ruim, ruim, menos ruim, bom e ótimo em alimentação.

Nem sempre podemos ter o ótimo, e ai temos que apelar pro bom ou pro menos ruim. Temos que fazer o possível sempre. Não adianta querer desistir da dieta só porque não temos o ótimo. Isso é só uma desculpa para dar uma escapada, e o arrependimento depois é garantido.

Claro que quem está em uma dieta mais restrita de carboidratos, buscando a perda de peso, terá que se garantir melhor para a viagem, levando sempre consigo uma reserva de alimentos permitidos na dieta, para não passar pela situação de ficar com fome e não ter o que comer.

Por isso fiz uma postagem sobre este assunto: Como fazer a Low Carb em viagem.

Bom feriado a todos! E sempre com uma dieta saudável!

You Might Also Like

1 comentários