Metabolismo x Dieta - O Problema dos Carboidratos





https://www.youtube.com/watch?v=NN2fUAnVGBU

O metabolismo do organismo é divido em anabolismo e
catabolismo.  No anabolismo ocorre a
síntese e reparação, no catabolismo ocorre a queima e produção de energia.

O principal hormônio anabólico é o GH. Os principais
hormônios catabólicos são o cortisol e a tiroxina.

Existe no organismo um equilíbrio regulatório instável de
compensação, ou seja, quando aumenta o anabolismo, diminui o catabolismo, e
vice versa.

Um bom exemplo é o ciclo circadiano. Ao indivíduo acordar e
abrir os olhos, a tireoide e a supra-renal são ativadas, e começam a excretar
seus hormônios (cortisol e tiroxina) que irão atuar sobre a mitocôndria das células,
aumentando a produção de energia, se iniciando o ciclo catabólico do organismo.

Ao cair da noite, o organismo começa a reduzir a sua
produção de energia, cai o cortisol e a tiroxina, aumenta o GH, e se instala a
dominância anabólica.

Este é o ciclo natural do organismo, que pode ser perturbado
por estímulos endógenos: emoções, autointoxicação, disbiose, infecções, focos,
etc ou estímulos exógenos: alimentação, poluição, stress, uso de hipnóticos
para dormir, troca do dia pela noite, etc.

A exposição permanente ao stress intensifica o catabolismo diurno
e muitas vezes mantém o cortisol noturno alto. Isso costuma levar à insônia e à
perda da dinâmica anabólica noturna.

Os carboidratos são os únicos alimentos que tem o poder de
alterar a produção hormonal do organismo. Pois eles aumentam a insulina.

A insulina inicialmente é um hormônio anabólico. Mas se mantida
alta por muito tempo passa a ser catabólico pelo seu efeito no metabolismo.

Nos homens, a insulina elevada por longos períodos é
compensada, predominantemente, pela baixa dos outros hormônios anabólicos: GH e
dos Hormônios sexuais.

Na mulher, a compensação do organismo é feita através do
aumento dos hormônios catabólicos, predominando a elevação dos hormônios da
tireóide e o cortisol. A tireóide entra em hipertireoidismo funcional, aquela
mulher que come de tudo e não engorda, para depois cansar e entrar em
hipotireoidismo.

Por isso é importante se manter um baixo consumo de
carboidratos de alto índice glicêmico, para evitar este desequilíbrio
metabólico no organismo.

Durante a noite é importante também evitar ao máximo os
carboidratos, para potencializar a nossa produção de GH.

Um estudo recente levantou a hipótese que comer carboidratos
a noite seria mais interessante para a perda de peso do que durante o dia. Indo
contra um consenso geral da importância de se evitar os carboidratos no período
noturno.

Apesar de muitas pessoas terem mudado de opinião devido a
este estudo, vou levantar aqui algumas questões para serem analisadas por quem
gosta de boa ciência:

1º – Um único estudo não derruba um consenso. Algumas
teorias da nutrição como a que a gordura faz mal, estão caindo por terra devido
a centenas de estudos mostrando o contrário. Um estudo apenas não tem o poder
de derrubar um consenso, ponto.

2º – Estudos de ingestão calórica são praticamente
impossíveis de serem controlados. Quem já realizou um estudo que esteja
incluído o controle de ingestão calórica sabe que é impossível controlar o que
as pessoas realmente comem. Para você garantir isto o único jeito seria mantê-las
presas na sua casa e só você dar de comer a elas. Bom, isto não foi feito neste
estudo, então já temos mais um ponto contra.

3º – O resultado era óbvio: Mande uma pessoa comer
carboidrato durante o dia todo (café da manhã, merenda, almoço e lanche da
tarde), e mande uma pessoa comer carboidrato só a noite (janta e ceia): É óbvio
que a pessoa que comeu só a noite vai perder mais peso, ela vai ter só um ou
dois picos glicêmicos, diferente da pessoa que consumiu várias vezes ao dia,
que terá diversos picos glicêmicos que irão armazenar gordura.

4º – O estudo não cobriu a liberação de GH das pessoas. Se
foi afetada ou não. Não adianta a pessoa perder mais peso, se não ficar mais
saudável.

E agora repetindo para os interessados: Em uma dieta low carb
zerar os carboidratos a noite é muito benéfico porque:

- Aumenta a liberação de GH com consequente aumento da massa
muscular

- Induz o organismo a fazer um jejum diário entre uma janta
baixa em carboidratos até o café da manhã



- Este jejum ajuda na queima de gordura, diminuição de
medidas e perda de peso.

Bolo Low Carb - Receitas

Pão de Abóbora - Receitas Low Carb

Dieta Equilibrada é para pessoas equilibradas



https://www.youtube.com/watch?v=GNvPAEGIUMQ&feature=youtu.be

Não adianta você querer dar uma dieta equilibrada pra uma pessoa em desequilíbrio. Primeiro você tem que equilibrar a pessoa, para depois que ela tiver equilibrada poder ficar saudável consumindo uma dieta equilibrada.


Não se apaga fogo com mais fogo. Se apaga fogo com água.


O equilíbrio só vem quando igualamos os pesos para trazer o fiel da balança para o meio.


Neste vídeo não abordei as pessoas que criam sensibilidade ao alimento (trigo ou outro qualquer) depois de ficar muito tempo sem comê-lo, que inclusive é o meu caso. No caso dessas pessoas elas tem que se adaptar com uma dieta equilibrada sem o alimento em questão.


Gostou do vídeo? Deixe seu comentário abaixo. 


Um abraço e até a próxima!

Tury

Cardápio da dieta Low Carb #3 - Receitas Low Carb




https://www.youtube.com/watch?v=fsiC4jhUHhE

Cardápio Low Carb - Colaboração da @luana.scherrer  

Pela manhã (por @drlowcarb) 

- Suco verde - 2 folhas de couve, 10 ramos de azedinha (trevo), água de coco e maçã. 

- Omelete de queijo com presunto - bate dois ovos inteiros em um prato, unta a frigideira com manteiga, joga os ovos batidos, distribui na frigideira, joga o recheio (queijo com presunto) e fecha a omelete.  

No almoço: (@luana.scherrer)  

Strogonof de frango com salada de alface, tomate e azeitonas  

Lanche (@luana.scherrer)  

Castanhas, nozes e amendoas.  

Jantar (@luana.scherrer)  

Sopa de chuchu com frango, quiabo e queijo 

- Envie sua receita para @drturysouza@gmail.co

Dieta Low Carb é dieta da moda?



https://www.youtube.com/watch?v=chKu17JlHwY



Acho graça quando vejo artigos tratando a Dieta Low Carb como dieta da moda... É muita desinformação!

A Dieta Low Carb é estudada desde 1920! O primeiro defensor dela foi o Dr. Weston Price que visitou diversas populações primitivas e notou que lá não existiam as doenças que assolavam os americanos após a entrada dos refinados na alimentação! O Dr. Weston Price escreveu um livro chamado Alimentação e Degeneração, até hoje considerado referência na área!

Após sua morte seus discípulos continuaram seus estudos e hoje existe a Fundação Weston Price, referência em alimentação saudável nos Estados Unidos.

Dessa forma existem centenas de estudos científicos sobre esta dieta! Todos mostrando os benefícios, a segurança e a superioridade desta dieta (Alguns deles você pode conferir aqui).

Já a dieta da OMS, representada pela pirâmide alimentar americana (que por coincidência foi feita pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos - USDA) recomenda que as pessoas comam 60% da sua alimentação de grãos. Isso mesmo, a pirâmide alimentar não foi feita por nutricionistas ou médicos. Foi feita por um departamento de agricultura, que muito coincidentemente recomendou que as pessoas comessem mais da metade da sua alimentação de grãos!!! :o

Isso piorou o que já estava ruim... Os índices de obesidade já vinham num crescente devido a recomendação feita pela própria USDA anteriormente, em 1972, de diminuir o consumo de gordura para 30% da alimentação diária, agora o mal estava mais que plantado!

E a pirâmide alimentar foi feita em 1992. Isso mesmo, outro dia! E os resultados são catastróficos. Confira o gráfico abaixo:



Então resumindo a ópera, a dieta da OMS tem apenas 23 anos de vida... E os resultados são terríveis! Já a dieta Low Carb tem quase 100 anos, e os estudos são todos ao seu favor!

Agora você não precisar mais ficar na dúvida! Uma dieta sem carboidratos de alto índice glicêmico, integral, é uma dieta muito segura! E esta é a melhor dieta para você que quer ter uma vida longa! Dieta da moda jamais!


abs
Tury

Como fazer a Dieta Low Carb comendo fora de casa?







https://www.youtube.com/watch?v=7kofX5kJ91g


É possível fazer a Dieta Low Carb comendo fora de casa? Com certeza!


Café da Manhã

Se você costuma fazer sua refeição matinal em uma padaria por exemplo, você pode pedir 2 fatias de presunto e 4 fatias de queijo e fazer um enroladinho! Se no local tiver pão com ovo você pode pedir o ovo separado! Pode até pedir para jogar o queijo e o presunto em cima do ovo, e aí está um ótimo café da manhã! Com boa vontade e um sorriso no rosto tudo é possível!

Almoço

O almoço fora também é muito simples de ser resolvido. Se você come em um restaurante a la carte, é só podir o prato principal (normalmente um proteína) com o acompanhamento das saladas e legumes, e dispensar o arroz, farofa, aipim frito ou outro carb que venha incluido.

Se você come em Self Service, basta se servir da proteína que você quiser (Carne, peixe, ave), ir na área das saladas e legumes e caprichar, colocar uns ovos de galinha ou de codorna, caprichar no azeite e voilà!

Se você come em lugares que servem PF ou quentinha, você também pode fazer a dieta! Basta pedir para tirarem o arroz, o macarrão e a farofa! Fique só com a proteína escolhida, a salada, os legumes e o feijão (que tem menor índice glicêmico e não atrapalhará tanto).

Jantar

Na janta vai depender do lugar onde a "turma" for comer. Se for uma pizzaria você pode pedir uma pizza sem massa, se eles não tiverem pra servir simplesmente aceite a pizza comum, coma somente o recheio e deixe a massa de lado! Acredite, isso vai até despertar inveja nos seus amigos...

Se for em uma sanduichería você deverá dispensar o pão, e comer só o recheio do sanduíche. Você também pode avisar isso antes, e eles podem trazer só o recheio pra vc em um prato com garfo e faca, o que facilita muito! Se for nestes lugares que servem petiscos, basta você pedir sempre o que tiver proteína como principal, assim você come ela, verduras e legumes que venham juntos e dispensa os outros alimentos que são ricos em carbs.

Em uma casa de caldos você também pode escolher a opção que não tenha arroz nem tubérculos (batata inglesa, etc), ou pode simplesmente pedir o seu sem eles.

É isso! Fazer Low Carb é muito simples! Mas tem que querer!

Boa dieta e até a próxima!
Tury



Cardápio Low Carb #2 - Receitas da Dieta Low Carb

Me marque na sua receita para participar @drlowcarb - No instagram


Colaboração de @nanirangel @carlarobertamn e @sentarsemdobrinhas



#MANHÃ: 

Bolo de coco com castanhas 


#INGREDIENTES 

150 ml leite de coco light 

100 gr farinha de coco 

100 gr manteiga ghee 

50 gr castanha Do Pará 

50 gr castanha de caju 

6 ovos 

6 cs de adoçante  

1 cs fermento pó  


#MODODEFAZER 

Bata bem os ovos e depois misture o restante. Na batedeira.(se não tiver bata tudo a mão mesmo ) Asse por 30 minutos 180 graus 



#ALMOÇO: 

Salmão com molho de alcaparras na manteiga, espinafre e salada.


#JANTA: 

Meio abacate, 3 gotas de stevia, 1 cs rasa de cacau em pó e 1cc rasa de óleo de côco.












https://www.youtube.com/watch?v=uap0JaHjnnc


Cardápio Low Carb #1 - Receitas da Dieta Low Carb




Colaboração de @sentarsemdobrinhas - Minha cliente super VIP Lorenza Garès!! 


Refeição Matinal: Ovos com bacon 


Almoço: Filé mignon com creme de espinafre e salada  

Jantar: Salada com tomate cereja, 1/4 de abacate, queijo muzzarela e atum. 

- Quem quiser colaborar é só me marcar na refeição @drlowcarb (instagram)
















https://www.youtube.com/watch?v=fqAwSI3eFVk


Dieta Low Carb - O Governo dos EUA começa a reconhecer a verdade!

O documento que segue abaixo é o princípio da mudança de um paradigma.
http://www.eatrightpro.org/resource/advocacy/take-action/regulatory-comments/dgac-scientific-report

Semana passada, a Academy of Nutrition and Dietetics, dos EUA (antiga ADA), a maior e mais im
portante associação de nutricionistas do mundo, fundada em 1917, escreveu uma carta aberta para o Comitê que está preparando as novas diretrizes nutricionais de 2015 (2015 Dietary Guidelines Advisory Committee). 

A íntegra do documento encontra-se no link compartilhado, mas vamos aos highlights:

"Deve-se notar que NENHUM estudo incluído na revisão sobre doença cardiovascular identificou a gordura saturada como tendo associação desfavorável com doença cardiovascular"

"Nós sugerimos que as próximas diretrizes ajudem as pessoas a adotar dietas que não são as recomendadas até hoje, tais como uma dieta de baixo carboidrato, para ajudá-las as fazer escolhas mais saudáveis dentro deste tipo de dieta."

"O consumo de carboidratos leva a um maior risco cardiovascular do que o consumo de gordura saturada. (...) As evidência de múltiplos estudos estimaram o impacto da gordura saturada [no risco cardiovascular] como sendo próximo de ZERO."

"A Academia apoia a decisão de não mais limitar o consumo máximo de colesterol a 300 mg por dia, visto que as evidências disponíveis mostram que não a relação significativa entre o consumo de colesterol na dieta e o colesterol sérico"

"No mesmo espírito de não mais limitar o colesterol diário, a Academia sugere que haja uma revisão semelhante no que diz respeito à gordura saturada, tirando a ênfase da mesma como nutriente digno de preocupação. Embora haja vários estudos ligando a ingestão de gordura saturada e níveis de LDL, isso é IRRELEVANTE para a questão da relação entre dieta e risco cardiovascular"

"Há um consenso crescente de que uma recomendação única de consumo de sódio para todos os americanos é inadequada, devido ao crescente corpo de literatura sugerindo que os baixos valores de sódio atualmente recomendados estão na verdade associados a um AUMENTO DA MORTALIDADE para indivíduos saudáveis."

Se você segue a Low Carb compartilhe!

Créditos para o Dr. Jose Carlos Souto
http://www.lowcarb-paleo.com.br/