domingo, 29 de novembro de 2020

Como não abandonar a dieta - Parte 1

 Olá querido seguidor. Estou começando uma série de artigos para te dar dicas pra não abandonar a dieta. Este é o primeiro.



Sempre falo em minhas transmissões que o que faz uma dieta ser eficaz não é só a rapidez com que a pessoa emagrece, mas sim o fato dela conseguir chegar no peso ideal e depois manter o peso para o resto da vida. 


Pra chegar no peso ideal você precisa se manter focado e claro, não abandonar a dieta. Então vamos lá, seguem dicas para você não abandonar a dieta:


1 - Faça um compromisso consigo mesmo


A primeira coisa: é importante que você esteja realmente resolvido a fazer a dieta. Não pense nos outros, o primeiro compromisso que você deve fazer é com você mesmo. Já parou pra pensar nisso? Quais são seus reais motivos pra querer emagrecer? São realmente seus ou é por pressão/pilha de outras pessoas? 


Só consegue se manter na Dieta quem tem consciência dos benefícios e resolve de forma individual começar um novo estilo de vida alimentar. Se não for assim, melhor nem começar: pois vai ser decepção na certa.


2 - Não tenha pressa


Por outra, você não pode ter pressa. Quem já começa a dieta ansioso para sair dela não vai conseguir nada. Tem que ter paciência e foco sempre no longo prazo. Assim é importante você já começar a dieta motivado para mudar seu estilo de vida de forma permanente. Não quer dizer que você vai ficar na fase de emagrecimento pra sempre e nunca mais vai poder comer outras coisas, mas quer dizer que quando você chegar no peso ideal você vai utilizar alguns “macetes” para voltar a comer as coisas sem voltar a ganhar peso. 


Como seria isso? Controlando as quantidades, a frequência, o seu peso semanalmente e fazendo compensações quando necessário. A Fase de Manutenção está muito bem explicada no nosso Guia.


Assim, é importante tirar do seu pensamento a busca por resultados rápidos. Até porque pessoas que emagrecem muito rápido tem uma probabilidade muito maior de engordarem novamente. Além disso o emagrecimento rápido causa flacidez e intoxicação no organismo. Quem tem pressa como cru, já dizia o ditado, e por isso a forma correta de emagrecer é devagar e sempre.


O foco sempre deve ser na saúde. Claro que os resultados são importantes, mas sem neuroses. Qualquer emagrecimento que você tiver na semana já é válido. Tenha isso em mente e pare de comparar o seu progresso com o dos outros. 


3 - Tenha suas Metas bem definidas


É importante também que você tenha duas metas: uma de curto prazo e outra de longo prazo.


A meta de curto prazo tem a ver com o emagrecimento que você precisa para chegar no seu peso ideal. Tem pessoas que tem que perder 50kg e outras 10kg. Não importa a quantidade, o importante é você ter em mente quanto precisa perder.


Além disso é importante também definir um prazo. A maioria das pessoas quer perder bem rápido e definem prazos impossíveis, isso só desmotiva e atrapalha o sucesso com a dieta.


Pense que um emagrecimento de 0,5kg (meio quilo) por semana é o que existe de melhor. Não causa flacidez nem intoxica o organismo. 1kg por semana também não é tão ruim, mas dependendo do tipo físico da pessoa existe um pequeno risco de flacidez.


Claro que pessoas que tem muito peso para perder normalmente perdem mais rápido, diferente daquelas que falta pouco pro peso ideal. Leve tudo isso em conta, somando com a sua idade e o seu metabolismo para definir um prazo alcançável e também desafiante. Se for muito fácil também você acaba relaxando e não fazendo nada, então é importante que a meta também seja desafiante.


A meta de longo prazo tem a ver com manter o peso pro resto da vida. Não adianta nada emagrecer maravilhas e depois engordar horrores. Na verdade isso é até pior pra saúde. É melhor continuar gordo do que emagrecer e engordar novamente. Cada vez que o efeito sanfona pega uma pessoa, intoxica ela e desacelera o metaboslimo.


Por isso é importante ao chegar no peso ideal você ir para a fase de manutenção. Assim você irá poder ter qualidade de vida e cuidar corretamente da sua saúde.


Relembrando, todas as fases da dieta estão muito bem explicadas no meu Guia. (Você consegue aqui: https://www.novalowcarb.com)


Então é isso galera, essa foi a primeira parte deste artigo com dicas para manter a dieta. Espero que você tenha gostado, e se tiver lembre-se de deixar o seu Like e compartilhar com seus amigos.


Até daqui a pouco,

Turí Souza

segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Como controlar a insulina e perder peso sem nenhum esforço

Insulina: entenda o que é, qual a sua função e como ela age


Você sabia que o nosso organismo é comandado por hormônios? Isso mesmo, a maior parte das reações químicas que controlam o nosso corpo são realizadas por estes sinalizadores naturais. Quando você acorda, existem hormônios que ativam o seu corpo, e quando você dorme, que fazem ele relaxar… Desde a digestão, até o stress. Os hormônios sempre estão envolvidos.


A maioria dos hormônios mais importantes podem ser divididos em dois tipos:

1 - Anabólicos = Que atuam na construção celular, no anabolismo.

2 - Catabólicos = Atuam na queima de energia, fazendo o catabolismo.

Estes hormônios, quando regulados, agem de acordo com o ciclo circadiano. Mas o que é o ciclo circadiano? É o movimento que nosso organismo faz quando está acordado e quando está dormindo.

De dia a prevalência é de hormônios catabólicos (Cortisol, Adrenalina, etc.). Estes hormônios agem queimando nossas reservas de energia para podermos ter disposição para fazer as atividades do dia a dia.

De noite a prevalência é de hormônio anabólicos (principalmente o GH e Hormônios Sexuais). É quando acontece a recuperação energética, desintoxicação e a regeneração celular. Pois o corpo sempre tem que se recuperar para estar pronto e saudável para o dia seguinte. Por isso o sono é tão importante para a saúde.

Entre estes hormônios temos um que tem uma característica especial. É a insulina! A insulina é um dos únicos hormônios que é controlado pela alimentação.

Ela é um hormônio anabólico, pois atua na construção das reservas do organismo, tanto de carboidratos (glicogênio), proteínas (músculo) e gordura (lipídios).

O macronutriente que comanda a liberação este hormônio são os carboidratos ricos em amido disponível. Sempre que você consome um carboidrato deste tipo, ele é transformado em glicose pelo sangue, e esta glicose que é tóxica quando em excesso no sangue, faz o pâncreas disparar a liberação da insulina.

Quando a insulina é liberada ela sensibiliza as células para receberem aquela glicose em excesso na forma de triglicerídeo (Assim você começa a fazer suas reservas de gordura).

Aqui você já tem que entender que:

1 - Os triglicerídeos altos não tem nenhuma ligação com o consumo de gorduras, mas sim com o consumo de carboidratos. E por isso que a Dieta Low Carb age baixando rapidamente os triglicerídeos de quem a faz.

2 - Quando a insulina faz baixar a glicemia sanguínea, você acaba tendo uma hipoglicemia de rebote, o que te gera fome e vontade de comer mais carboidratos. Estes carboidratos que você consome novamente sobem sua insulina, que baixa a glicose sanguínea gerando fome mais uma vez… E este é o Ciclo do Carboidrato sem fim… Para quebrar este ciclo é muito simples: CORTE OS CARBOIDRATOS INSULINÊMICOS.

3 - Apesar de a princípio a insulina ser um hormônio anabólico, a partir do momento que o excesso do consumo do carboidrato gera resistência a insulina nas células, a insulina alta no sangue passa a ter um efeito degenerativo, fazendo o corpo entrar em um estado catabólico. E ainda tem mais, quando a insulina está alta no sangue o organismo não faz a liberação correta dos outros hormônios anabólicos (GH, Hormônios Sexuais, etc), o que deixa o corpo ainda mais em um estado de degeneração e catabolismo.

Mas pra tudo existe uma salvação.

Você já entendeu que quando a insulina está alta, ela está construindo as reservas de gordura certo?

Mas e quando ela está baixa? Aqui vem o pulo do gato! Quando a insulina se mantém baixa no sangue, o corpo automaticamente começa a queimar sua gordura como forma de energia.

E este é o grande segredo do controle da insulina: Manter ela baixa para fazer o corpo queimar gordura. Já se imaginou queimando gordura dormindo? Vendo televisão ou até mesmo comendo? Isso tudo é possível quando você só consome alimentos que não aumentam a insulina.

E foi com este conceito principal que eu criei a Nova Low Carb. Selecionei mais de 350 alimentos que mantém a sua insulina baixa e fazem o seu corpo queimar gordura sem nenhum esforço a mais da sua parte.

Se você acha que está pronto para emagrecer e quer conhecer esta dieta maravilhosa que já emagreceu milhares de pessoas e usar este hormônio ao seu favor, conheça o nosso guia clicando aqui!

terça-feira, 13 de outubro de 2020

O Relógio Biológico de acordo com a Medicina Chinesa

O Relógio Biológico de acordo com a Medicina Chinesa

A Medicina Chinesa é uma racionalidade médica de mais de 8000 anos. Cada dia mais que a ciência se dedica a entender esta racionalidade, mais ela se mostra ser uma medicina super atual. Afinal, não é atoa que 1/3 da população mundial vive naquele lugar com uma ótima expectativa de vida!

Entre os muitos conceitos e conhecimentos trazidos por esta ciência, o relógio biológico é um dos mais fascinantes. De acordo com ele, cada órgão tem um horário principal do dia que estaria com a energia (o Qi, como eles chamam) mais concentrada nele.

Então vamos entender um pouco os benefícios desta concepção e como podemos aproveitar este conhecimento na nossa saúde!
Começando pelo sono, de 1 as 3hrs da manhã é o horário que a Energia está mais concentrada no Fígado. Pela medicina ocidental já se sabe que neste horário é que acontece toda a desintoxicação do organismo, através advinha de quem? Dele mesmo, o Fígado. Por isso neste horário é importante estar em sono profundo, para que o organismo possa fazer o que é preciso. Para estar em sono profundo neste horário, o ideal é dormir pelo menos duas horas antes disso.

Das 5 as 7hrs é o horário do intestino grosso, e isso explica porque a maioria das pessoas tem facilidade para ir ao banheiro logo pela manhã, ao acordar.

Das 7 as 9hrs é o horário do Estômago, e por isso é tão importante fazer um bom desjejum. Este é o horário mais propício à digestão e você pode comer até um caminhão pela manhã que não terá nenhum efeito colateral e começará o dia com muita disposição, diferente da sonolência que sente após o almoço e dos pesadelos que sentirá se exagerar no jantar.

Das 11 as 13hrs é o horário que a energia está mais centrada no coração, e este devia ser o horário que você devia ficar mais tranquilo... A grande maioria dos infartos acontecem neste horário... Muitas pessoas tem o costume de almoçar neste horário e em vez de alimentarem o seu coração com esperança e boas notícias, se alimentam assistindo o jornal que só vende doenças, sofrimento e revolta. Isso afeta demais a energia do coração que em vez de ser nutrido no seu horário acaba sendo prejudicado.

Das 13 as 15hrs é o horário do Intestino delgado, horário que a digestão do almoço acontece, o ideal durante este horário é que você faça a famosa cesta, dormir de 30 a 40 minutos após o almoço para acelerar a saída da comida do estômago para o intestino e facilitar a digestão e absorção de nutrientes.

Das 17 as 19hrs é o horário dos Rins. Neste horário os acupunturistas tratam cálculos renais com muito sucesso! É neste horário também que acontecem as principais crises, quem tem o problema sabe do que estou falando...

Das 19 as 21hrs é o horário do Pericárdio. De acordo com a Medicina Chinesa o Pericárdio é o defensor do coração, ele que não permite que os "fatores patogênicos" ataquem o monarca do organismo. E imagina só o que as pessoas fazem neste horário? Assistem os Jornais com mais notícias que destroçam os seus brios,  e a esperança em dias melhores, no mundo, nas pessoas e no futuro. 

Além disso este é o horário que está mais distante do horário do estômago, e por isso a digestão é muito mais difícil na parte da noite. O ideal é comer algo leve, e o mais cedo possível.

Estas são apenas algumas formas do uso deste conhecimento, mas já dá pra ter uma idéia do impacto que nosso estilo de vida e alimentação pode ter de positivo ou negativo nos nossos órgãos e na nossa saúde!